Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 620

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 621

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 622

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 623

LivrosDEVOCIONAL SEMANAL
SEMANA 07/05-13/05

Família: Projeto de Deus
Texto: 2 Tm 3:1-17

Introdução
No mês de Maio estamos aqui na Igreja da Redenção Cristã jejuando e orando em prol das famílias. É óbvio que esta perspectiva de valorização da família não é algo somente para este mês corrente, mas sim, algo para ser compreendido continuamente. Porém, este mês é um marco deste momento específico de refletir com relação a sobre quais valores familiares nossa igreja está se estabelecendo. A vida que se vive aqui na igreja, é influenciada pela vida que se vive nos lares. O papel fundamental da igreja não é educar, mas sim, evangelizar. Ainda que neste processo de evangelização haja uma série de parâmetros educacionais, a educação das pessoas depende das famílias. O resultado de uma igreja e/ou sociedade bem educada é quando uma família é boa educadora.
Quando vê-se a história de Moisés e Josué, percebe-se que houve uma transferência de valores bíblicos entre eles, e que desde a saída do povo do Egito até a entrada na Terra Prometida havia um parâmetro de boa referência para as pessoas. É bem verdade que cada qual escolhia o que fazer de sua vida, mas haviam valores de Deus sendo propagados e vividos nas gerações de Moisés e Josué. Entretanto, a Bíblia relata em Juízes 2, que algumas gerações posteriores a estes homens se desviaram de Deus. Ou seja, não mantiveram os valores de Deus em suas vidas. Aquelas famílias que nasceram vivendo as promessas de Deus na terra que manava leite e mel não souberam valorizar o que Deus havia feito por elas, e optaram por se afastar de Deus.
O mundo mudou. A sociedade, de maneira geral, já não é nômade. As viagens já não precisam durar anos, pois a tecnologia resolveu o problema do deslocamento através de carros, navios e aviões. Muita coisa mudou dos tempos de Moisés, Josué, Jesus Cristo, de Paulo e Timóteo. Entretanto, uma coisa não mudou: a Palavra de Deus. Ainda que seja necessário uma exegese adequada para a aplicação cultural em que vivemos, essa necessidade jamais deve enfraquecer o valor da orientação vinda de Deus. Uma família forte, é uma família que vive a Bíblia, que está em Cristo Jesus. Isso é muito forte.

CONTEÚDO
1– O homem dos últimos dias
“Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmo, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus”. (2 Tm 3:1-4)
Estas palavras escritas pelo apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, ainda no primeiro século depois de Cristo e endereçada ao jovem líder Timóteo parece ser um texto que fora escrito a poucos dias atrás em algum lugar deste mundo pós-moderno. Há uma plena onisciência de Deus em revelar a humanidade como seria os comportamentos dos homens nos últimos dias, e esta triste evidência de realidade de boa parte deste mundo é um dos grandes desafios que a igreja do Senhor Jesus tem na face da Terra para expressar as verdades celestiais.
É coerente pensar que estes comportamentos anti bíblicos estão tão propagados nestes dias pois o inferno comprometeu demasiadamente a transferência dos bons valores entre as gerações e as famílias. A sociedade é um reflexo direto das famílias, a propósito, a família é conhecida como a célula mãe da sociedade. Ou seja, a vida que é vivida em casa afeta diretamente a vida que é vivida nas cidades.

2– O homem no padrão bíblico
“Tu, porém, tens observado a minha doutrina, procedimento, intenção, fé, longanimidade, amor, perseverança, as minhas perseguições e aflições... Permaneça naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a infância sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus”. (2 Tm 3:10;11a;14-15)
O Evangelho é uma espécie de contra cultura do modelo mundano de vida. A oposição dos valores de Cristo concernente ao estilo de vida mundano é expressada também pelos escritos paulinos em Romanos 12:2, quando a Palavra de Deus orienta que os cristão não devem se conformar (tomar forma) aos padrões de vida do mundo. Há sim a possibilidade do homem ter referências positivas, e modelos cristocêntricos de como ser feliz neste tempo e na eternidade.
O que Paulo está escrevendo para Timóteo, e indiretamente para toda a humanidade, é que aquele jovem tinha bons exemplos nele, e também na sua família desde da infância de como deveria ser o seu proceder como cristão.
Sendo a família a referência fundamental na formação do cidadão, há de se ter uma atenção muito especial em como lidar com as realidades do Evangelho neste âmbito. Os ensinamentos bíblicos são eficazes quando nãos são apenas falados, mas principalmente transmitidos com a prática de vida, e ninguém para melhor para ser exemplo, do que aqueles que estão por perto.

Conclusão
O Evangelho chegou até os nossos dias sendo transmitido de geração a geração. Mesmo superando imensas dificuldades a Igreja de Cristo na face da Terra continua presente e atuante. Mas, há uma percepção geral de que o “Corpo” está doente, passando por sérias crises de identidade, e por vezes, parece um pouco perdido em meio a tantas necessidades destes dias.
De fato, pensar em Igreja de Cristo está diretamente ligado a pensar em família de Cristo. Não à toa, Deus se apresenta como Pai e as pessoas que professam a mesma fé em Jesus Cristo são declaradas irmãos. A Igreja é a família de Deus. Mas, esta família de Deus resulta da maneira como as famílias literais vivem suas vidas. Famílias fortes, igrejas fortes; Famílias fracas, igrejas fracas. É a própria Bíblia quem afirma que um homem que não é capaz de amar uma pessoa a qual ele vê, não será capaz de amar a Deus, que naturalmente não pode ser visto. Ao não ter amor, respeito, cuidado, atenção pelas pessoas as quais um deve literalmente a vida ao outro, como entender o significado de família de Deus!? Porém, o contrário também é uma verdade... Quando se tem um lar espiritual e emocionalmente harmonioso, onde há respeito mútuo e os valores bíblicos são praticados há uma projeção maravilhosa de fazer parte do Corpo de Cristo de forma saudável, e mais, de cooperar com a sociedade sendo sal da terra e luz do mundo.
Um dos grandes desafios da igreja neste tempo é conseguir viver e transmitir os valores de Jesus Cristo as próximas gerações, e isso se dá de forma muito mais coerente com as Sagradas Escrituras quando o mecanismo utilizado são as famílias. É possível perceber que Deus estabeleceu uma família, Adão e Eva no Jardim do Éden para cuidar do mesmo; foi também através dos cuidados de uma família que Jesus Cristo veio a este mundo; e a eternidade celestial aponta para uma experiência de família de Deus convivendo santa e harmoniosamente bem.

ESTUDO DA CÉLULA
SEMANA 07/05-13/05
QUEBRA-GELO: Qual a fruta e o legume que você mais gosta?

EXALTAÇÃO: À critério do líder.
EDIFICAÇÃO: 2 Tm 3:1-17
Na sua família os valores bíblicos
são vividos e reproduzidos? Comente.

AVISOS:
Devido ao Dia das Mães, no dia 14/05 não teremos atividades do CTM/EBD pela manhã. Culto normal às 18:00hs.
Em Maio nosso culto de Ceia será no dia 21/05, com início às 09:30hs.

Devocional Adultos

Devocional Kids

 

Mensagem em Áudio