Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 620

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 621

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 622

Warning: Cannot use a scalar value as an array in /home/reden294/public_html/libraries/cms/html/html.php on line 623

LivrosDEVOCIONAL SEMANAL
SEMANA 14/05-20/05

Os papéis funcionais na família cristã

Texto: Cl 3:18-21

Introdução
A fé em Jesus Cristo não transforma “apenas” pessoas, mas também a história de famílias. Não há possibilidades de existir uma igreja justa e saudável se não houver famílias espiritual e emocionalmente funcionais.
A sociedade é uma espécie de espelho das famílias. Basta perceber que assim como estão as famílias, está a igreja e a sociedade. O texto que o apóstolo Paulo escreveu aos Colossenses, inspirado pelo Espírito Santo, estabelece princípios de Deus que devem reger os relacionamentos na família. Mesmo que o tempo histórico vivido pelos cristãos da cidade de Colossos os coloque em uma posição cultural muito distante do século XXI, ainda assim, os parâmetros do Evangelho jamais podem ser renegados.
De fato, quando se está em Cristo, esposas e maridos, filhos e pais, os relacionamentos são fundamentados no poder de Deus. Ou seja, um dos grandes propósitos da família é viver todos os relacionamentos para a glória de Deus.
O maior exemplo é Jesus Cristo: Como noivo da Igreja, Cristo é o modelo para os maridos, expressando o Seu amor espontâneo, perseverante, santificador e cuidadoso à Igreja. Como Filho, o Senhor Jesus se submeteu ao Pai Celestial, bem como a Seus pais terrenos. O que Jesus Cristo estabelece é um modelo de vida onde haja reciprocidade dos direitos e das responsabilidades, o que até aquele tempo (aprox. 2000 anos atrás), era algo inimaginável.
Quando o centro de uma família é Jesus Cristo, consequentemente a principal motivação do marido, da esposa e do (s) filho (s) é agradar ao Senhor Jesus. O Evangelho demonstra que todas as relações de um cristão devem ser no Senhor, ou seja, segundo o modelo bíblico. Isso é muito forte!

CONTEÚDO

Princípios de Deus para o relacionamento conjugal

A submissão da esposa ao marido: A submissão não é uma questão de inferioridade, visto que todos os cristãos precisam submeter-se uns aos outros (Ef 5:21). Tanto o homem como a mulher são um em Cristo (Gn 3:28). A submissão não é uma questão de valor pessoal, mas apenas na função da estrutura familiar. Não se pode confundir submissão com “subjugação” ou “servidão”. A autoridade do marido cristão não é um poderio tirano sobre a mulher, mas sim de uma liderança amorosa. O homem não é superior a mulher, a posição de liderança na família que o homem devem exercer é apenas funcional. Esta submissão da esposa ao marido precisa ser um desdobramento da sua submissão a Jesus Cristo.


O amor do marido à esposa: Se a esposa deve submeter-se ao marido como a Igreja é submissa a Cristo, o marido deve amar a esposa como Cristo ama a Igreja. O parâmetro deste amor, ágape (grego), é a mais sublime manifestação do amor que pode ser expressada. Este amor do marido à sua esposa é uma ordem divina. É algo imperativo. É um claro mandamento de Deus: “Maridos, amai as vossas esposas”. O modelo é o amor de Cristo pela Igreja. Ou seja, um amor perseverante, santificador, cuidadoso, que está disposto a abrir mão das vontades próprias em prol da esposa. O amor exemplificado por Cristo não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Esse amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e jamais acaba (1 Co 13:4-8).

Princípios de Deus para o relacionamento entre filhos e pais

Obediência dos filhos aos pais: A obediência dos filhos aos pais é imperativa. A autoridade dos pais é uma autoridade que Deus confiou em suas mãos. Por isso, rejeitar a autoridade dos pais é como rejeitar a autoridade do próprio Deus. A rebeldia ou desobediência aos pais é um grave pecado e traz consequências muito graves aos que assim procedem. A obediência dos filhos aos pais deve ser integral, alegre e voluntária. Obedecer parcialmente pouco difere de desobediência, e desobediência é rebelião. Os filhos precisam obedecer os pais, e não somente obedecê-los naquilo que lhes satisfaz nas suas vontades pessoais. Obediência é um valor cristão.

Comunicação dos pais com os filhos: Os pais são exortados a não irritar os seus filhos. Isso ocorre, por exemplo, quando não há coerência entre o que os pais falam e vivem, quando não há regras objetivas e claras de disciplina que regem a família, quando há uma falta de diálogo entre pais e filhos, quando há um grau de severidade e aspereza no trato com o filho, quando os pais não tempo para ouvir as necessidades dos filhos, quando os pais comparam um filho ao outro - estabelecendo critérios de melhor e pior ao fazer isso, ou ainda quando os pais não tem um consenso sobre como educar os filhos. Estes são apenas alguns exemplos de comportamentos que irritam os filhos, e que podem ser evitados por pais que são discípulos de Jesus Cristo.

Conclusão
Existem muitos modelos de vida. Cada um, como cada família, no contexto deste devocional, tem o direito de escolher qual estilo e modelo de vida quer viver. Entretanto, é preciso saber que as consequências, boas ou ruins, em sua maioria não são “obras do acaso”, mas sim, frutos de resultados das escolhas que foram feitas.
A Igreja Redenção Cristã acredita no modelo bíblico de vida em família. O modelo cristão, que acredita na felicidade neste tempo e no porvir celestial. Portanto, a oração desta igreja é que os valores cristãos sejam propagados e vividos em cada lar. Isso é muito forte.

ESTUDO DA CÉLULA
SEMANA 14/05-20/05

QUEBRA-GELO: Qual o seu passatempo/lazer quando você está na sua casa?

EXALTAÇÃO: À critério do líder.
EDIFICAÇÃO: Cl 3:18-21
Você mudaria alguma coisa na sua família? Porque?

AVISOS:
Em Maio nosso culto de Ceia será no dia 21/05 (próximo Domingo), com início às 09:30hs.

Devocional Adultos

Devocional Kids